Blog

Meu retorno a Monogatari Series.

A muitos anos atrás eu assisti o anime Bakemonogatari, me lembro que tirando a música de encerramento eu não levei muita coisa comigo, tirando uma estranha sensação.
Bakemonogatari não foi uma obra que me marcou pelos maravilhosos personagens, ou pelo plot profundo, simplesmente, algo me marcou, algo “estava certo” e trazia uma sensação satisfatória ao completar os episódios e histórias…

Depois dessa primeira temporada, misturando a falta de organização relacionada ao lançamento e nomenclatura dos livros, comparado ao lançamento espaçado e fora de padrão das suas devidas adaptações para animação, eu perdi completamente o contato com a monogatari series, e ela caiu totalmente no esquecimento para mim… até, pelo menos, no início de 2019.

No final de 2018 eu tive um tempo extra e pude dedicar a minha vontade de estudar japonês, e com isso aos poucos eu voltei a consumir material japonês, músicas, animes, mangás, e tudo mais, e durante seções de músicas no youtube, esperando recomendações eu esbarrei, uma vez mais, depois de muitos anos, no encerramento, que apesar de longe do meu estilo normal de músicas, por algum motivo me marcou.

A música seria Kimi no shiranai monogatari (algo como A história que você não sabe/conhece) da banda supercell. Assim, junto com um AMV muito bom da série meu interesse foi revivido.

Pela metade do ano, junto a uma promoção de livros importados na Amazon (Usem os links, ajuda o blog :p), decidi comprar os primeiros volumes do formato original, as Light Novels, no caso decidi pegar a versão US, pois no momento meu conhecimento de Kanji era baixo, e acredito que para ler fluentemente um livro como Bakemonogatari vai demorar.

Esta é a história do meu retorno a série Monogatari, e assim, para aqueles que se interessarem, no sábado trarei ao blog minhas impressões do primeiro livro da série!

Deixe um comentário

Back To Top
%d blogueiros gostam disto: